Novo estudo de HMO abre caminho para o desenvolvimento da nova geração de fórmulas infantis

Novo estudo de HMO abre caminho para o desenvolvimento da nova geração de fórmulas infantis
Comunicado de imprensa | Apr 11. 2022 07:17 GMT

O maior conjunto de dados até o momento destaca a ampla distribuição de concentrações naturais de oligossacarídeos do leite humano e confirma a segurança de sua ingestão, mesmo em altas concentrações

Os HMO – grupos importantes de carboidratos do leite materno humano – podem, em alguns casos, ser secretados em concentrações muito altas e ainda assim ser seguros e bem tolerados por bebês.

Esta é a conclusão de um novo estudo realizado pela líder global em biociência, Chr. Hansen, e publicado em Food and Chemical Toxicology. A revisão sistemática compila dados de várias dezenas de estudos observacionais revisados por pares para os cinco HMO mais predominantes no leite materno. O estudo apresenta o maior conjunto de dados analisado até o momento e fornece informações de última geração para promover os níveis apropriados e seguros de suplementação de HMO em fórmulas infantis.

Embora os estudos até agora tenham se concentrado na quantificação de HMO no leite humano, essa revisão determina as concentrações naturais de HMO. Os níveis de concentração variam dependendo da saúde e genética da mãe, de fatores ambientais e geográficos, idade gestacional (progressão da gravidez) e estágio de lactação. O objetivo do novo estudo foi fornecer uma perspectiva mais clara sobre as concentrações naturais e distribuição de HMO no leite materno, pois isso é importante para desenvolver a nova geração de produtos de fórmula infantil com uma composição de HMO mais próxima do leite materno.

Mais próximo da natureza e respeitando as variações naturais
“A amamentação é a melhor forma de garantir a saúde infantil e é recomendada pela OMS, mas, na Chr. Hansen, nosso objetivo é auxiliar o desenvolvimento saudável de bebês que não podem ser amamentados, oferecendo os HMO como um ingrediente e mistura para fórmulas infantis. Estamos entusiasmados em publicar este estudo dos cinco HMO mais predominantes no leite materno, que estão incluídos no 5 HMO Mix da Chr. Hansen em concentrações mais próximas da natureza e respeitando as variações naturais”, afirma Jesper Sig Mathiasen, vice-presidente sênior em HMO da Chr. Hansen.

“O estudo apresenta dados estatísticos importantes para ajudar a promover o nível de suplementação adequada de HMO em fórmulas infantis e confirma a segurança de sua ingestão em concentrações superiores à média. Vemos isso como mais um testemunho da nossa oferta de HMO”, observa.

Conclusões do estudo
Dentre mais de 150 HMO identificados no leite materno humano, os cinco HMO mais predominantes e mais bem estudados são 2'-fucosilactose (2'-FL), 3-fucosilactose (3-FL), Lacto-N-tetraose (LNT), 3'-sialilactose (3'-SL) e 6'-sialilactose (6'-SL).

Os resultados mostram uma ampla distribuição das concentrações de HMO no leite materno, variando até 10 g/L para a mais predominante, 2'-fucosilactose (2'-FL). Consulte a figura 1.

 

Fig. 1: Distribuição de HMO no leite materno (adaptado de Parschat et al., 2022)
A segurança, a tolerabilidade e os benefícios à saúde do 5 HMO Mix da Chr. Hansen já foram demonstrados em estudos científicos anteriores (1). Os bebês alimentados com fórmula infantil contendo o 5 HMO Mix apresentaram parâmetros digestivos e padrões de fezes semelhantes aos dos bebês amamentados.

Desenvolvido em 2019, o 5 HMO Mix da Chr. Hansen já está disponível comercialmente na América do Norte, com aprovações pendentes na Europa, Ásia e América Latina.

O que são HMO?
Os oligossacarídeos do leite humano (HMO) são o terceiro componente mais abundante encontrado no leite materno humano. Eles são um dos vários componentes importantes por meio do qual a amamentação é explicada como padrão de referência para a nutrição infantil. Pesquisas mais recentes mostram que os HMO contribuem para os benefícios da amamentação, como o suporte ao sistema imunológico e ao desenvolvimento saudável do cérebro. Além disso, os HMO são indicados para ajudar na maturação e resiliência intestinal, bem como na promoção de um microbioma intestinal equilibrado.

Amamentação é melhor
A Chr. Hansen apoia a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de amamentação exclusiva nos seis primeiros meses de vida, seguida de amamentação junto com alimentação complementar.

1) Parschat, K., Melsaether, C., Jäpelt, K. R., & Jennewein, S. (2021). Clinical evaluation of 16-week supplementation with 5 HMO Mix in healthy-term human infants to determine tolerability, safety, and effect on growth. Nutrients, 13(8), 2871.


A Chr. Hansen é uma empresa de biociência global e diferenciada, que desenvolve soluções com ingredientes naturais para as indústrias alimentícia, nutricional, farmacêutica e agrícola. Na Chr. Hansen, estamos em uma posição privilegiada para impulsionar mudanças positivas por meio de nossas soluções microbianas. Há mais de 145 anos, nós trabalhamos para possibilitar uma agricultura sustentável, uma melhor alimentação e uma vida mais saudável para mais pessoas em todo o mundo. Nossas plataformas de tecnologia microbiana e de fermentação, que incluem nossa ampla e relevante coleção de cerca de 40 mil cepas microbianas, têm um potencial revolucionário. Atendendo às necessidades dos clientes e às tendências globais, nós continuamos a desbloquear o poder das bactérias boas para responder aos desafios globais, como o desperdício de alimentos, a saúde global e o uso excessivo de pesticidas e antibióticos. Como a empresa de biotecnologia mais sustentável do mundo, nós tocamos a vida de mais de 1 bilhão de pessoas todos os dias. Impulsionados por nosso legado de inovação e curiosidade pela ciência pioneira, nosso objetivo “To grow a better world. Naturally.” está no centro de tudo que fazemos.

Compartilhe